10 destinos imperdíveis para pesca profissional

Pescar é mais que um esporte, é uma paixão. Por isso, sabemos que os adeptos da prática estão sempre em busca de destinos de pesca profissional. E o Brasil está repleto deles.

A pesca esportiva no Brasil vem crescendo nos últimos anos e não é para menos. Nosso país é abundante em rios, lagos e acesso ao mar.

Desde o Sul do país até a região Norte, separamos 10 destinos imperdíveis para quem gosta de pescar. Continue lendo e descubra qual o melhor para você.

1. Litoral do Espírito Santo

Além da capital Vitória, o litoral do estado capixaba tem lindas praias em seus 400 km de extensão. Quem procura por atum, marlins brancos, marlins azuis, dourados e bonitos, o local é destino certo.

As praias de Carapebus e Bicanga, na Serra, praia de Itapoã em de Vila Velha e praia de Guaxindiba em Conceição da Barra, são os lugares mais procurados por quem pratica pesca profissional.

A modalidade mais praticada na região é a pesca oceânica, perfeita para quem gosta de mais adrenalina e aventura na prática do esporte.

2. Baía de Babitonga

Quem está procurando por robalos deve visitar a região da Baía de Babitonga, em Santa Catarina. As praias permitem que os pescadores se aventurem por pescas de profundidade, mas também tem espaço para quem pratica pesca de superfície.

A região também é conhecida como Baía de São Francisco e tem fácil acesso a partir de Joinville. Por lá é possível achar robalos peva que pesam quase 5 kg, bem como o robalo flecha, que chega a pesar 20 kg.

3. Litoral da Bahia

O estado com maior litoral do país, cerca de 1180 km, também é cenário para os praticantes de pesca esportiva.

Por ser um estado com grande procura turística é um excelente destino de pesca profissional. Todo o litoral possui larga estrutura com excelentes hotéis e restaurantes, alguns, inclusive, oferecem pacotes para quem quer viajar até lá para praticar pesca esportiva.

Os peixes mais comuns do litoral baiano são o caranhas, pescadas e robalos.

4. Bom Jesus

Bem na ponta sul da Região Sul do país está a cidade de Bom Jesus, com menos de 12 mil habitantes. O clima frio pode assustar alguns, mas os açudes particulares são perfeitos para a pesca esportiva.

O peixe característico da região é o Black Bass, que é muito famoso por ser mais agressivo e lutar bastante na hora que é fisgado. Para quem quiser encarar o desafio, a modalidade de pesca em Bom Jesus é do tipo “catch and release”, ou seja, todos os peixes capturados são devolvidos à água.

Isso garante o equilíbrio do meio ambiente. Mesmo não podendo levar para casa, pescar um Black Bass é extremamente divertido e vale a experiência.

5. Amazônia

O destino não poderia ficar de fora da nossa lista. A pesca esportiva atrai muitos pescadores para a região ao longo de todo o ano. Um dos peixes mais populares entre os praticantes do esporte é o tucunaré, que pode medir de 30 cm até 1 metro.

Pegar um desses não é história de pescador! Além do tucunaré, outros peixes na região são as traíras, aruanãs e pirarucus. Toda área é rica em belezas naturais e reserva paisagens belíssimas. Imperdível!

6. Pantanal

O Pantanal do Mato Grosso do Sul é uma das regiões do país mais procuradas por quem pratica pesca profissional.

O Pantanal tem uma peculiaridade geográfica. Toda a região é plana e com altitudes baixas, mas com um declive entre a parte norte e sul. É nesse declive que diversas lagoas se formam com as chuvas.

Além disso, a diversidade de rios e da fauna aquática é enorme. Os rios Araguaia, Paraguai e São Francisco cortam a área e recebem muitos pescadores durante o período de pesca, que vai de março a outubro. Entre abril e maio as chuvas já cessaram, mas as lagoas da região continuam cheias.

O mais interessante desse destino é poder aliar a pesca com o turismo na região, que possui paisagens únicas e culinária peculiar.

7. Brotas

Quem pensa que São Paulo não é um estado para pescar está equivocado. No Centro Comunitário Represa do Patrimônio de Brotas é possível praticar pesca esportiva bem como nadar e fazer outros esportes aquáticos.

Brotas é considerada “capital do turismo de aventura” e o pacu é uma das espécies encontradas na região.

8. Búzios

A pérola da Região dos Lagos do Rio de Janeiro é palco de muitos romances e festas mas, também, é um dos locais do país onde é possível praticar pesca profissional.

Búzios é uma cidade cercada de praia por todos os lados. Além disso, a região era uma vila de pescadores antes de se tornar famosa e badalada.

Anchovas, cações, xareletes, garopas e badejos são algumas das espécies que você vai encontrar na região. Além de pescar, Búzios ainda reserva praias prontas para o descanso e bares prontos para um drink no fim de tarde.

É um destino imperdível para quem gosta de velejar e praticar a pesca esportiva, mas sem abrir mão do conforto.

9. Bacia do Prata

Mais um destino de pesca na parte mais ao sul do país, a região já é conhecida pelos mais aficionados pelo esporte.

A baía tem mais de 3.100.000 km de extensão e é composta pelas bacias do Paraná-Paraguai e Tietê. A melhor época para praticar pescaria na região é de março a outubro.

A bacia se estende pelo Paraguai, Bolívia, Uruguai, Argentina e Brasil. Pelos diversos reservatórios da bacia é possível pescar pacus, dourados, piaçus, piraputangas, surubins, dentre outras espécies.

10. Furnas

Quem acha que em Minas não tem mar e por isso não tem pesca, deve repensar seus conceitos. Também conhecida como “o mar de Minas” a represa de Furnas é destino certo para os pescadores.

A região tem ótima estrutura tanto para a pescaria, quanto para outros esportes aquáticos. O melhor período do ano para ir pescar na região é, também, entre março e outubro. Algumas das espécies encontradas em Furnas são o tucunaré, pintado, corvina e trairão.

Gostou das nossas dicas de destinos de pesca profissional? Se quiser conversar mais sobre o assunto, deixe um comentário aqui embaixo.